sábado, 3 de dezembro de 2011

Mês da Consciencia Negra no MS

Mês da Consciência Negra no MS

No MS, o mês da Consciência Negra é marcado por várias atividades realizadas pelo Movimento Negro, Comunidades Quilombolas e Rede de Educação Cidadã, e o apoio das Fundações de Cultura do Estado.

20 de novembro comemora-se o dia da 'Consciência Negra', data escolhida por ser o dia em que Zumbi do Palmares, símbolo da resistência negra, foi assassinado (1695). Desde o início da década de 70, o país comemora esta data na ideia de refletir sobre a inserção e igualdade racial do negro na sociedade.

A data que desde do 2003, segundo a lei 10.639 no que diz "o estudo da História da África e dos Africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, resgatando a contribuição do povo negro nas áreas social, econômica e política pertinentes à História do Brasil e Nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, torna-se obrigatório o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira", neste sentido, o debate e fomento desta iniciativa é propagado nas atividades.

A programação realizada no Estado fortaleceu a necessidade da organização do povo no sentido de se debater políticas públicas e ações afirmativas para o acesso dos negros.

O calendário das atividades e participações:

- AFRO XXI - ENCONTRO IBERO AMERICANO, no ano do afro descendente 2011, em Salvador de 16 à 19/11/11;

- Conferência de Segurança Alimentar, em Salvador de 07 à 11/11/11;

- 06/11/11 - 5º Jogos da População Negra de Campo Grande/MS (com várias comunidades quilombolas rurais e urbanas);

- 20/11/11 - Prêmio aluno nota dez (aluno negro com melhor desempenho escolar);

- 26/11/11 - Prêmio Nelson Mandela e Noite do Cavaquinista (pessoas que colaboram com trabalhos voltados para a questão racial);

- 30/11/11 - Roda de Conversa com Mulheres sobre o tema: "A mulher e sua participação no atual processo político" (mulheres negras e não negras trocando experiências sobre o seu papel político na sociedade);




Como surgiu o Dia da Consciência Negra

O idealizador do Dia Nacional da Consciência Negra foi o poeta, professor e pesquisador gaúcho Oliveira Silveira (1941 - 2009). Ele era um dos fundadores do Grupo Palmares, que reunia militantes e pesquisadores da cultura negra brasileira, em Porto Alegre.

Em 1971 (mesmo ano de fundação do grupo), ele propôs uma data que comemorasse a tomada de consciência da comunidade negra sobre seu valor e sua contribuição ao país. Escolheu o dia 20 de novembro, por ser o possível dia da morte de Zumbi dos Palmares, que ocorreu em 1695. Era era muito mais significativo e emblemático do que comemorar o dia 13 de maio, Dia da Abolição da Escravatura, quando o regime escravocrata estava falido e não havia mais como se manter. Abordamos melhor os aspectos históricos que levaram ao fim da escravidão e suas consequências imediatas.

O 20 de novembro foi celebrado pela primeira vez naquele mesmo ano de 1971. A ideia se espalhou por outros movimentos sociais de luta contra a discriminação racial e, no final dos anos 1970, já aparecia como proposta nacional do Movimento Negro Unificado. De lá para cá, a data tem motivado a promoção de fóruns, debates e programações culturais sobre o tema em todo o país.

Fontes: