segunda-feira, 18 de abril de 2011

Humor, a ultima voz profética….

A profecia, tanto no Antigo Testamento, quanto em outras expressões religiosas, sem tem em sua essência a critica as estruturas malignas da sociedade e a proposta de um retorno ao bem e a justiça.

Assisti ao programa da Marília Gabriela (Frente a Frente com Gabi) onde ela entrevista o comediante Danilo Gentili. O referido humorista é famoso por ataques ácidos e criticas politicamente incorretas, mas que acima de tudo, na maioria das vezes acho, matem uma naturalidade cínica e desconcertante. Alias, a noção de Politicamente Incorreta as vezes torna-se um contra-censo em si mesmo, apesar que coisas como racismo, sexismos e outras formas de preconceito devem ser combatidos, mas que a paranóia do politicamente incorreto gera mais tensão que solução.

O caso do referido humorista, temos uma pessoa que inicia sua produção humorística a partir da sua própria experiência de sofrimento com a vida, com perdas e ressentimentos. É fantástico o que o sofrimento pode gerar...

Em suas próprias palavras, o que ele identifica como real talento, é a capacidade de ver as coisas de forma diferente, vendo coisas que as outras pessoas não vêem, e ainda, vendo humor em coisas que terríveis e sofríveis, naturais da natureza humana. Se o sofrimento é natural, o humor não é. Talvez, o humor, muito mais do que a racionalidade seja o que nos separe dos melhores animais e dos melhores computadores. Certamente não é a capacidade de jogar xadrez que nos faz seres humanos, mas a capacidade de sofrer e de ainda em dor transcender a si mesmo.

A profecia passar pelo caminho da contravenção da coisa institucional, contra os atentando praticados pelas instituições contra aqueles que nela vivem e dela dependem. Neste sendo o Estado e a Igreja se igualam em sua incompetência de cumprirem aquilo que prometem. Por causa disso, na democracia e na eclesiologia, a crítica será sempre instrumento de transformação na direção daquilo que o povo deseja e precisa.

O humor, desde os antigos bobos da corte, tem função de cartarze, principalmente quando enxovalha políticos e pessoas publicas, as quais a maioria das pessoas gostariam de ter o prazer de vingar-se. Sim, eles merecem. Sites como o Pavablog e o Genizah segue fazendo trabalho semelhante contra os monstros que se intitulam pastores. Vale à pena conferir.