terça-feira, 25 de setembro de 2012

Horta agroecológica atende merenda para mais de 1.300 alunos de escolas rurais

Horta agroecológica atende merenda para mais de 1.300 alunos de escolas rurais:

bye Racismo Ambiental


Com o objetivo de fomentar o uso da adubação verde na produção agroecológica de alimentos mais puros e saudáveis, isentos de resíduos de agrotóxicos destinados a merenda escolar, a Divisão de Política, Produção e Desenvolvimento Agropecuário da Superintendência Federal de Agricultura no Mato Grosso do Sul (DPDAG/SFA/MS) implantou um Banco Comunitário de Sementes de Adubos Verdes na Aldeia Teyí Kuê, no município de Caarapó/MS
Do jornal Agora MS
A gestão do banco de sementes e o uso das leguminosas na recuperação da fertilidade do solo das pequenas áreas de cultivo e da horta comunitária da aldeia está sendo realizada pela direção da Escola Rural Ñandejara – Pólo.
Trinta famílias da etnia Guarani-Kaiowá foram beneficiadas com a distribuição gratuita de sementes de oito espécies de leguminosas e forrageiras usadas na adubação verde e banco de proteína animal para produção de leite. A horta agroecológica comunitária da aldeia produz em média mais de uma tonelada por semana de frutas, verduras, mandioca, urucum e cereais, destinados a merenda escolar de 1.360 alunos do ensino fundamental de duas escolas rurais indígenas.
PBCAV - O programa de distribuição de sementes de leguminosas (Mucunas, Crotalárias, Feijão de Porco e Guandus), sementes crioulas e forrageiras, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (COAGRE/SDC/MAPA) visa fomentar a produção orgânica e agroecológica proveniente da agricultura familiar em pequenas propriedades, assentamentos rurais e aldeias.
No Mato Grosso do Sul o programa teve inicio em 2008 mediante a adesão de onze municípios, realizados em parceria com Associações de produtores orgânicos (APOMS), Cooperativas, Prefeituras e Pastoral da Terra(CPT). Atualmente o estado conta com trinta e oito bancos comunitários de sementes que estão em estágios bem diferenciados de gestão e controle.
O crescimento do número de bancos de sementes se deu em função do apoio e suporte oferecido pelas cinco unidades demonstrativas de adubos verdes criados em 2010 pela SFA/MS em parceria com escolas agrícolas (EFA’s) de Nova Alvorada do Sul e Itaquiraí, Embrapa e Universidade Estadual (UEMS), Unidades de Aquidauana e Glória de Dourados.
A meta estabelecida pelo Superintendente Orlando Baez e pelo chefe da DPDAG/SFA/MS, Celso Martins, é que todos os municípios sul-matogrossenses tenham pelo menos um banco comunitário de sementes crioulas e de adubos verdes até o final de 2014.
-
http://www.cptnacional.org.br/index.php/noticias/13-geral/1246-horta-agroecologica-atende-merenda-para-mais-de-1-300-alunos-de-escolas-rurais